Inspiração

Inspiração

Visando melhor visualização prática do funcionamento de Sistemas Econômicos Solidários, foram feitas visitas nos dias 14 e 15 de julho de 2018 à duas comunidades da região sul da Bahia que possuem moeda própria – Serra Grande e Piracanga, respectivamente.

Nas visitas às comunidades de Serra Grande e Inkiri de Piracanga vislumbrou-se novos estilos de convivência em comunidade, merecendo destaque, não apenas nas relações sociais entre os moradores, mas também na deles com os visitantes. Além de permitir conhecer vários aspectos da utilização do capital e a força que existe em uma economia comunitária baseada em valores como solidariedade, proteção ao meio ambiente e espiritualidade. Em Piracanga é possível observar a filosofia implícita em tais sistemas de Economia Comunitária e da Moeda Inkiri.


Durante a visita à Serra Grande, foi tomado o conhecimento da existência de uma prática que envolve a logística de hospedagem em casas de moradores da comunidade, remetendo aos princípios da economia solidária. Entendeu-se que esta prática, atrelada a outras iniciativas, preparou o “terreno” para a Moeda Virtual Nibs que está em experimentação na comunidade há cerca de 1 ano.

Fazendo uma analogia, este projeto já nasce em terreno fértil, em uma comunidade que já vivencia experiências solidárias, como já citado. Apesar do curto tempo, já pôde-se observar que ele consegue trazer benefícios consistentes na dinâmica de algumas atividades econômicas. Algo bastante interessante, nesta economia alternativa em implementação nesta comunidade, é que a lógica de concentração de renda, tão valorizada no capitalismo, sofre uma clara inversão. Pois, eles incentivam a circulação constante da moeda, fazendo com que as pessoas, ao passo que estão buscando usufruir de serviços e produtos, também estão buscando oferecer algo para a comunidade.

Esta cultura que está sendo criada é um grande trunfo para a melhoria da qualidade de vida da comunidade como um todo, pois aos poucos é criado uma rede na qual todas as pessoas possuem um nível similar de acesso a produtos e serviços, bastando ela ofertar algo para a comunidade baseado em seus dons e habilidades. No entanto, é necessário salientar que, para que o projeto tenha continuidade e longevidade, será preciso adquirir confiança da comunidade, não necessariamente em torno dos benefícios que esta moeda virtual poderia gerar, mas sim em torno da ideia a qual ela se baseia.


Na Comunidade Inkiri de Piracanga, ficou claro de como a vida em comunidade pode ser mais harmoniosa e solidária; valendo destacar o grande contato e o zelo desta comunidade com a natureza. Com o pouco tempo que passamos lá, pudemos perceber a grande quantidade de iniciativas sustentáveis na comunidade que conseguiram se desenvolver melhor com a moeda local Inkiri, trazendo mais comodidade às transações e as circulações monetárias; esta moeda está presente tanto no formato digital quanto no impresso. Além do trabalho em conjunto, este projeto só se tornou possível pois houve confiança e propósito motivador. Em suma, a economia solidária mostrou-se uma ótima alternativa para uma aproximação mais fidedigna daquilo que hoje se entende como sustentabilidade em seu sentido mais amplo, conjuntamente podendo ser considerada uma forte ferramenta para construção da identidade de comunidades.


A definição de solidariedade, segundo o dicionário Michaelis (2018) consiste em: “Responsabilidade recíproca entre os membros de uma comunidade, de uma classe ou de uma instituição”; “Estado ou situação de um grupo que resulta do compartilhamento de atitudes e sentimentos, tornando o grupo uma unidade mais coesa e sólida, com a capacidade de resistir às pressões externas”. Desta forma, baseada na solidariedade e na economia solidária, surge esse projeto para implantação de uma moeda universitária na UFSB como alternativa à competição instalada na universidade e na sociedade em que estamos inseridos. Diante das experiências em ambas as comunidades, foi percebido que o sistema implantado em Serra Grande mostrou-se mais aderente aos objetivos deste projeto e ao estudo de viabilidade de implementação de uma moeda universitária na UFSB-CJA, devido a logística de gestão financeira mais simplificada.